Blog

Fluidos de corte para operações de usinagem severa

As operações de usinagem severas exigem – além de ferramentas de corte que suportem altas temperaturas e resistência ao atrito – fluidos de corte que diminuam ou dissipem o calor produzido.

Os resultados podem ser verificados tanto no acabamento final da peça, quanto na redução do desgaste da ferramenta de corte. Por mais que os fluidos tragam vantagens competitivas ao processo de manufatura, é preciso ter cautela na escolha do produto.

Entre as principais funções dos fluidos de corte estão: refrigeração da ferramenta, do cavaco produzido e da peça usinada; lubrificação do local de contato peça-ferramenta; redução da fricção, prolongamento da vida útil da ferramenta devido à redução de erosão e deterioração, proteção anticorrosiva; menos obstruções nos poros do rebolo no momento da operação, entre outros. 

Como já abordado em outros posts, a escolha do fluido de usinagem é uma tarefa bem criteriosa devido à diversidade e necessidade de adequação de produtos existentes em um mercado extremamente competitivo. 

Alguns aspectos devem ser analisados: a liga de metal utilizada, o material da ferramenta e a operação (rosqueamento, mandrilamento, retificação, furação, etc.). 

Além disso, muitos fluidos possuem vários derivados químicos que causam danos à saúde dos operadores. Se não descartados corretamente, esses produtos também podem causar contaminação no solo, por exemplo. 

Fluidos sintéticos de base vegetal

Os fluidos sintéticos vegetais são bastante utilizados em operações de usinagem severas, já que possuem excelente lubricidade e agentes de extrema pressão (EPs). 

Desenvolvido com aditivos que conferem excepcional performance em lubrificação e refrigeração, o SOL ECO 3052 é recomendado para operações severas e retíficas de desbaste  com materiais ferrosos e não ferrosos que exigem a substituição de óleos minerais. 

Por ser isento de óleos minerais, metais pesados, cloro, enxofre e fenóis, o SOL ECO 3052 oferece maior segurança à saúde do operador e ao meio ambiente. Além disso, tem boa resistência à ação microbiana e alto poder anticorrosivo. 

O produto também é ideal para uso em máquinas operatrizes que permitem a instalação de dispositivos para sistema MQL, processo no qual a aplicação de fluido é precisa, ocorrendo diretamente na lâmina de corte com quantidade mínima de lubrificante. 

Na usinagem de rodas de alumínio, o SOL ECO 3052 possui eficiência comprovada com diluição de até 60/40 de água. 

7 benefícios do fluido sintético vegetal SOL ECO 3052 

1 # Ótima capacidade de refrigeração

2 # Alta lubricidade e aumento da vida útil da ferramenta de corte

3 # Excelente acabamento superficial das peças usinadas 

4 # Características anticorrosivas 

5 #  Isento de óleo mineral, nitrito e cloro, não é prejudicial ao meio ambiente e à derme dos operadores

6 # Alta resistência à degradação bacteriana

7 # Maior produtividade

Outro produto indicado para trabalhos extremos é o SOL ECO 3070, desenvolvido com aditivos que lhe conferem uma excepcional performance em lubrificação e refrigeração na área de corte. 

Aqui no blog Solutio você pode conhecer outros produtos da linha SOL ECO e as principais tendências em fluidos de usinagem.

Compartilhe esse post