Blog

Saiba o porquê o fluido de usinagem sintético vegetal tem conquistado o mercado

fluido de usinagem sintético vegetal

Nos últimos anos, o fluido de usinagem sintético vegetal tem ganhado cada vez mais espaço na indústria metalúrgica. Isso acontece porque, mesmo tendo custo mais alto, esse produto compensa pela produtividade, além de ser uma alternativa ecológica.

O fluido de usinagem sintético vegetal é capaz de reduzir a agressão ambiental e evitar riscos à saúde do operador, pois não contém nitrito, amina secundaria, composto clorado, derivado fenólico, metais pesados.

Somado a isso, esse produto tem maior eficiência, rendimento e economia, além de ser menos agressivo à saúde humana e não tóxico ao meio ambiente.

Em razão dessa consciência ambiental que tem invadido a indústria metalúrgica, novas tecnologias ecologicamente viáveis, como o SOL ECO 3052, fluido de usinagem sintético vegetal da Solutio tem conquistado o mercado.

Por que usar fluido de usinagem sintético vegetal?

Existem muitas dúvidas sobre as vantagens e desvantagens do fluido de usinagem sintético vegetal. Para que você possa entender melhor, neste post, vamos discorrer sobre as principais diferenças entre um produto e o outro.

De acordo com estudos, o fluido de usinagem sintético vegetal, apesar de ter custo unitário por litro mais elevado que a base mineral, apresenta impacto positivo no desempenho da máquina e ferramenta, gerando redução de custos e ganhos de produtividade.

Somado a isso, durante esses testes, foram observadas também diferenças significativas de performance entre fluidos de corte de base vegetal de fabricantes diferentes.

Por que substituir o óleo mineral pelo fluido de usinagem sintético?

É importante esclarecer que o óleo mineral não é o grande vilão de uma operação de usinagem. Até porque, se bem utilizado, ele não é o bicho papão que muitos pensam. Entretanto, não dá para negar que os fluidos de usinagem sintéticos vegetais têm caído na preferência no mercado devido as vantagens já citadas acima.

Bom, mas para você entender o motivo pelo qual o óleo mineral tem sido substituído pelo fluido de usinagem sintético vegetal, vamos apontar algumas características desse produto.

A utilização de óleo mineral nos processos de usinagem pode acarretar problemas embora sejam casos relativamente raros, eles ocorrem principalmente nos casos em que há um considerável grau de contato prolongado com o produto.

Naturalmente, no entanto, tal como acontece com todos os tipos de substâncias químicas, algumas pessoas altamente sensíveis tendem a apresentar reações alérgicas quando expostas a alguns tipos de lubrificantes e componentes lubrificantes.

Devido a isso, o uso de lubrificantes com segurança no local de trabalho é crucial na manutenção da saúde do trabalhador, portanto, as boas práticas podem efetivamente eliminar quaisquer problemas de saúde.

Conheça o SOL ECO 3052: fluido de usinagem sintético vegetal

O SOL ECO 3052 é um fluido de usinagem, sintético vegetal. Esse produto pode ser utilizado também em máquinas operatrizes que permitem a instalação de dispositivos para sistema M.Q.L.

Neste processo, a aplicação é precisa e diretamente no local da lâmina de corte com mínimo de lubrificante. Sua eficiência é comprovada com diluição de até 60/40 de água na usinagem em rodas de alumínio.

Confira as vantagens desse incrível produto:

  • Excelente proteção anticorrosiva;
  • Não contém produtos nocivos prejudiciais ao meio ambiente;
  • Não irrita a pele do operador;
  • Odor leve e baixa taxa de evaporação;
  • Aumento da vida útil das ferramentas;
  • Elimina a necessidade de descarte dos óleos solúveis;

Quer conhecer mais sobre esse produto?

A Solutio vai até você para uma visita técnica para identificação de problema e possível teste. Agende uma visita conosco e conheça mais sobre o SOL ECO 3052.

Compartilhe esse post